Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

 

 

Nestes dias pode observar-se, ao final da tarde, Júpiter ao lado da Lua Cheia. O planeta enontra-se muito brilhante. Vale a pena ver!



* * *

tumblr_maklfrA7gk1rw64hoo1_500


* * *



 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sábado, 29 de Setembro de 2012

 

 

 

* * *

 
UMA LIÇÃO. UMA CHAVE.


* * *

 

 

"A melhor maneira de lidar com os outros é tomá-los por aquilo que eles acham que são e deixá-los em paz."

 

 

António Lobo Antunes.

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 29 de Maio de 2012

 

 

Bem vistas as coisas, tudo isto não passa de um jogo de Xadrêz.

E o mais cómico (não fosse o caso de ser tão trágico e dramático), é que os nossos políticos pensam que são os jogadores e nós os peões no tabuleiro. Mas estão enganadas, essas pobres almas. Quando for feito o Xeque-Mate, eles vão perceber que são tão peões como os demais e que nem sequer tiveram direito ao estatuto de Rainha, Rei, Bispo ou Cavalo! Foram jogados em vez de jogadores e aí vai ser interessante. Vai sim senhor!

 

 

* * *

 

TABULEIRO DE XADREZ

 

 

* * *

 

E pronto, cá está uma possível tese. Que vale o que vale, claro está.

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:49
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 11 de Março de 2012

 

 

Este mês, os planetas Vénus, Júpiter e Marte estarão muito brilhantes no céu, ao pôr do Sol!

Não me lembro de um mês que tenha sido tão bom para estas observações, e eu observo desde criança!

 

No final do dia, basta olhar o céu e procurar os três pontos mais brilhantes, para além da Lua. Serão os três planetas. Vénus o mais brilhante, seguido de Júpiter e por fim Marte, o menos brilhante. Vale a pena ver.

 

* * *

 

* * *

 

 Altruistic rats, a super-close near-Earth asteroid, and of course this month’s amazing planets

Song of the week is Patience from Leatherbag.

 

 

Mais AQUI!

 

E muito mais AQUI!

 

publicado por Cleópatra M.P. às 15:59
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

Meus olhos vêem melhor se os vou fechando.
Viram coisas de dia e foi em vão,
mas quando durmo, em sonhos te fitando,
são escura luz que luz na escuridão.
Tu cuja sombra faz a sombra clara,
como em forma de sombras assombravas
ledo o claro dia em luz mais rara,
se em sombra a olhos sem visão brilhavas!
Que benção a meus olhos fora feita
vendo-te à viva luz do dia bem,
se a tua sombra em trevas imperfeita
a olhos sem visão no sono vem!
    Vejo os dias quais noites não te vendo,
    e as noites dias claros sonhos tendo.


William Shakespeare, in Sonetos

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 12:34
link do post | comentar | favorito!

Segunda-feira, 13 de Junho de 2011

 

 

 

* * *


Christina Perri - Jar of Hearts [Official Music Video]

 

* * *

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:37
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010


* * *

 

 

* * *

O mundo é grande e cabe
nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe
na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe
no breve espaço de beijar.


Carlos Drummond de Andrade

O Mundo é Grande in “Amar se Aprende Amando”

publicado por Cleópatra M.P. às 12:00
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 30 de Novembro de 2010

 

 

 

* * *

 

* * *

 

"I look in the mirror
And what do I see?
A strange looking person
That cannot be me.

For I am much younger
And not nearly so fat
As that face in the mirror
I am looking at.

Oh, where are the mirrors
That I used to know
Like the ones which were
Made thirty years ago?

Now all things have changed
And I'm sure you'll agree
Mirrors are not as good
As they used to be.

So never be concerned,
If wrinkles appear
For one thing I've learned
Which is very clear,

Should your complexion
Be less than perfection,
It is really the mirror
That needs correction!!

 

 

The Mirror
Edmund Burke, 1729-1797, Irish Philosopher

 

publicado por Cleópatra M.P. às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

 

 

* * *

.

 

* * *

 

"O palhaço compra empresas de alta tecnologia em Puerto Rico por milhões, vende-as em Marrocos por uma caixa de robalos e fica com o troco. E diz que não fez nada. O palhaço compra acções não cotadas e num ano consegue que rendam 147,5 por cento. E acha bem.

 

O palhaço escuta as conversas dos outros e diz que está a ser escutado. O palhaço é um mentiroso. O palhaço quer sempre maiorias. Absolutas. O palhaço é absoluto. O palhaço é quem nos faz abster. Ou votar em branco. Ou escrever no boletim de voto que não gostamos de palhaços. O palhaço coloca notícias nos jornais. O palhaço torna-nos descrentes. Um palhaço é igual a outro palhaço. E a outro. E são iguais entre si. O palhaço mete medo. Porque está em todo o lado. E ataca sempre que pode. E ataca sempre que o mandam. Sempre às escondidas. Seja a dar pontapés nas costas de agricultores de milho transgénico seja a desviar as atenções para os ruídos de fundo. Seja a instaurar processos. Seja a arquivar processos. Porque o palhaço é só ruído de fundo. Pagam-lhe para ser isso com fundos públicos. E ele vende-se por isso. Por qualquer preço. O palhaço é cobarde. É um cobarde impiedoso. É sempre desalmado quando espuma ofensas ou quando tapa a cara e ataca agricultores. Depois diz que não fez nada. Ou pede desculpa. O palhaço não tem vergonha. O palhaço está em comissões que tiram conclusões. Depois diz que não concluiu. E esconde-se atrás dos outros vociferando insultos. O palhaço porta-se como um labrego no Parlamento, como um boçal nos conselhos de administração e é grosseiro nas entrevistas. O palhaço está nas escolas a ensinar palhaçadas. E nos tribunais. Também. O palhaço não tem género. Por isso, para ele, o género não conta. Tem o género que o mandam ter. Ou que lhe convém. Por isso pode casar com qualquer género. E fingir que tem género. Ou que não o tem. O palhaço faz mal orçamentos. E depois rectifica-os. E diz que não dá dinheiro para desvarios. E depois dá. Porque o mandaram dar. E o palhaço cumpre. E o palhaço nacionaliza bancos e fica com o dinheiro dos depositantes. Mas deixa depositantes na rua. Sem dinheiro. A fazerem figura de palhaços pobres. O palhaço rouba. Dinheiro público. E quando se vê que roubou, quer que se diga que não roubou. Quer que se finja que não se viu nada.

 

Depois diz que quem viu o insulta. Porque viu o que não devia ver.

 

O palhaço é ruído de fundo que há-de acabar como todo o mal. Mas antes ainda vai viabilizar orçamentos e centros comerciais em cima de reservas da natureza, ocupar bancos e construir comboios que ninguém quer. Vai destruir estádios que construiu e que afinal ninguém queria. E vai fazer muito barulho com as suas pandeiretas digitais saracoteando-se em palhaçadas por comissões parlamentares, comarcas, ordens, jornais, gabinetes e presidências, conselhos e igrejas, escolas e asilos, roubando e violando porque acha que o pode fazer. Porque acha que é regimental e normal agredir violar e roubar.

 

E com isto o palhaço tem vindo a crescer e a ocupar espaço e a perder cada vez mais vergonha. O palhaço é inimputável. Porque não lhe tem acontecido nada desde que conseguiu uma passagem administrativa ou aprendeu o inglês dos técnicos e se tornou político. Este é o país do palhaço. Nós é que estamos a mais. E continuaremos a mais enquanto o deixarmos cá estar. A escolha é simples.

 

Ou nós, ou o palhaço."

 

Mário Crespo, in JN, 14.12.2009

 

 

 

VER NOTÍCIA AQUI

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

 

 

* * *

 

 

 

 

* * *

 

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe,
Eu só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder seguir
É preciso chuva para florir

Sinto que seguir a vida
Seja simplesmente
Conhecer a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Cada um de nós compõe
A sua própria história
E cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
De ser feliz

Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

 

 

 

Almir Sater e Renato Teixeira

 

 

 

* Maria Bethania & Almir Sater

Tocando em Frente *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:53
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito!

Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

 

 

As mais lindas palavras de amor

 

são ditas no silêncio de um olhar.

 

 

Leonardo da Vinci

 


 

* * *

 

 

.

.

* * *


Quem não compreende um olhar,


 

tampouco compreenderá uma longa explicação.

.

.

 

Mário Quintana

 

.

.

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Sábado, 14 de Agosto de 2010
 

 

 

Observando a Terra a partir do Espaço.

 

Bela, Bela... Bela!

 

Se todos vissem estas imagens,

 

certamente o nosso planeta seria muito,

 

mas mesmo muito mais respeitado.

 

 

* * *

.

MUNDO MARAVILHOSO.jpeg

 

* * *

 

 

Parece uma pintura a óleo, numa tela... mas não. Não é.

Trata-se de algo muito mais belo, muito mais sublime: uma imagem real da Terra vista do Espaço.

 

Esta imagem foi captada pelo sensor MERIS do satélite ENVISAT no passado dia 23 de Maio.


Pode ver-se a Irlanda e na parte inferior esquerda uma bela mancha em tons de azul... azul-eléctrico.

Esta mancha, que parece ter sido obra de uma mão humana com um pincel, é na realidade o resultado de plantas marinhas microscópicas que se encontavam naquela altura à superfície do mar. É o plâncton azul-eléctrico. Florescente.

 

No topo da imagem pode ver-se o Mar da Irlanda e parte da Escócia. Na parte superior direita, a Este da irlanda, são visíveis as Ilhas de Man (Isles of Man).

 

Simplesmente LINDO!

Admiravel Planeta, o nosso.

 

 

Cleópatra M.P.

 

 

VER MAIS AQUI

 

 

 

 

* Vangelis - Creation du Monde *

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Tradutor | Translator