Terça-feira, 2 de Junho de 2015

 

 

 

* * *

ACREDITA!

 

* * *

 

 

"E se alguém disser que você não pode,
rasgue a roupa da alma
solte as amarras da gaiola
abra suas asas coloridas
e simplesmente voe!
Liberte-se das correntes pesadas
que te prendem ao solo
que existem apenas em tua mente
você já nasceu alada,
só precisa acreditar
no vento que sustenta o vôo
no sonho que mantém a leveza
na calma que alimenta a paz
na alma que habita o corpo!
Nem todos conseguem
mas você pode!
Acredite!"

 

 

Rose Kareemi Ponce

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

 

 

 

Eles tentaram enterrar-nos.

 Eles não sabiam que éramos sementes.

 

Provérbio Mexicano

 

 

 

 

* * *

 

SEMENTES...| SEEDS...

 

 

* * *

 

 

 

They tried to bury us.

They did not know that we were seeds.

 

 

Mexican Proverb

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 20 de Dezembro de 2013

 

 

* * *

.
CAPITÃO DE MINHA ALMA

 

 

* * *

 

 

Do fundo da noite que me cobre,

 

Preta como o Breu de lado a lado

 

Agradeço a todos deuses pelo nobre

 

Inconquistável espírito a mim dado.

 

 

 

No acaso todo das circunstâncias

 

Não me deixei cair nem gritar

 

Apesar de um estouro de ânsias

 

Minha cabeça sangra sem curvar

 

 

 

Além desse lugar de tristezas e insanos

 

Nada se vê, só o Horror desde cedo

 

E ainda assim a ameaça dos anos

 

encontra-me e encontrar-me-á sem medo

 

 

 

Não importa quantas vezes desatino

 

nem quantas vezes a vida me espalma

 

Sou o mestre e senhor do meu destino:

 

Sou o capitão de minha alma.

 

 

 

William Ernest Henley, INVICTUS (1875)

 

 

 

* * *

 

 

Out of the night that covers me,

Black as the pit from pole to pole,

I thank whatever gods may be

For my unconquerable soul.



In the fell clutch of circumstance

I have not winced nor cried aloud.

Under the bludgeonings of chance

My head is bloody, but unbow’d.



Beyond this place of wrath and tears

Looms but the Horror of the shade,

And yet the menace of the years

Finds and shall find me unafraid.



It matters not how strait the gate,

How charged with punishments the scroll,

I am the master of my fate:

I am the captain of my soul.

 

 

William Ernest Henley, INVICTUS (1875)

 
 

 

 

 
 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2013

 

 

 

'If you don't stand for something,

 

you fall from anything'

 

 

* * *

 

MUNDO SURREAL

 


* * *

 

Sucker Punch: Mundo Surreal - Trailer (legendado) [HD]

* * *

 

'E finalmente, a seguinte pergunta:

O mistério em volta de quem será esta história, de quem levanta a cortina. Quem é que escolhe a coreografia da nossa dança? Quem nos leva à loucura? Que nos chicoteia e coroa-nos com vitórias quando sobrevivemos ao impossóvel? Quem é? Que faz todas essas coisas? Quem honra aqueles que amamos pela vida que vivemos? Quem envia monstros para nos matar? E ao mesmo tempo, canta-nos que nunca iremos morrer? Quem nos ensina o que é real, e de como nos rirmos das mentiras? Quem decide porque vivemos, ou pelo quê daríamos a vida lutando? Quem nos prende? E quem possui a chave que pode libertar-nos?

És tu.

Tens todas as armas que precisas.

Agora, luta!'

 


* * *

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 5 de Dezembro de 2013

 

 

"Uma boa cabeça e um bom coração são sempre uma combinação formidável."

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

O Grande Homem Nelson Mandela, Nobel da Paz, que durante 27 longos anos foi o número 46664, partiu hoje.

Uma enorme perda para todos nós. 

 

Ensinou-nos o que significa Liberdade. E esteve preso por isso.

Ensinou-nos a Lutar. E não guardou rancores aos seus algozes.

 

Mesmo enquanto 46664 foi um Líder como poucos.

 

Um HOMEM com todas as letras maiúsculas, que nos deixa um extraordinário legado.

 

Até sempre, Madiba

 

 

* * *

 

46664
 

* * *

 

 "Não existe nenhum passeio fácil para a liberdade em lado nenhum, e muitos de nós teremos que atravessar o vale da sombra da morte vezes sem conta até que consigamos atingir o cume da montanha dos nossos desejos."

 

Nelson Mandela

 

 

* * *

 

"Tudo parece impossível até que seja feito."

 

Nelson Mandela

 

* * *

 

 U2 - Ordinary Love (From Mandela OST) Lyric Video

 

* * *

 

"Deixem reinar a liberdade. O Sol nunca se põe em tal façanha humana."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"A prioridade é sermos honestos connosco. Nunca poderemos ter um impacto na sociedade se não nos mudarmos primeiro. Os grandes pacificadores são todos gente de grande integridade e honestidade mas, também, de humildade."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"Ninguém nasce a odiar outra pessoa devido à cor da sua pele, ao seu passado ou religião. As pessoas aprendem a odiar, e, se o podem fazer, também podem ser ensinadas a amar, porque o amor é mais natural no coração humano do que o seu oposto."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"Será que alguém pensa genuinamente que se não conseguiu algo foi por não ter tido o talento, a força, a resistência e a determinação nesse sentido?"

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"Ser pela liberdade não é apenas tirar as correntes de alguém, mas viver de forma que respeite e melhore a liberdade dos outros."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"Eu aprendi que a coragem não é a ausência de medo, mas o triunfo sobre ele. O homem corajoso não é aquele que não sente medo, mas aquele que conquista por cima do medo."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

* * *

 

 

"Se tu queres fazer as pazes com o teu inimigo, tens que trabalhar com o teu inimigo. E então ele torna-se o teu parceiro."

 

 

Nelson Mandela

 

 

 

 

  

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 6 de Agosto de 2013

 

 

* * *

 

IN SHADES OF GRAY - a great day for freedom

 

* * *

 

 

"Now life devalues day by day
As friends and neighbours turn away
And there's a change that, even with regret, cannot be undone"
 
Pink Floyd, A Great Day for Freedom
 
 
 

 David Gilmour, Pink Floyd - A Great Day For Freedom

 

 

"There was a wonderful moment of optimism when the Wall came down – the release of Eastern Europe from the non-democratic side of the socialist system. But what they have now doesn't seem to be much better. Again, I'm fairly pessimistic about it all. I sort of wish and live in hope, but I tend to think that history moves at a much slower pace than we think it does. I feel that real change takes a long, long time."

 

David Gilmour, "Sounds of Silence" interview, Guitar World, September 1994.

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 18 de Julho de 2013

 

 

 

 

"Mandela’s remarkable life changed history

 

and its legacy resonates around the world."

 

[TIME World]

 

 

* * *

 

NELSON MANDELA 1
 

 

Prodigal Son
Mandela was born on July 18, 1918, in the village of Mviza in South Africa’s Eastern Cape. His father was a counselor to a local king. He chose for his son the name Rolihlahla, which translated from Xhosa means literally “pulling a branch off a tree” — or, more colloquially, “troublemaker.” A schoolteacher would confer upon him the name Nelson. [TIME World]

 

* * *

.

 NELSON MANDELA 2

 

Fighting the Law
Mandela and other co-defendants appear at the famous Treason Trial in Johannesburg, 1956. Mandela, along with his longtime ally Oliver Thambo and 154 others, was charged with treason. The case, which dragged on for five years, by which time all were acquitted, brought the struggle of the ANC to international attention. [TIME World]

 

* * *

 

NELSON MANDELA 3

 

The Long Wait
Mandela sews prison clothes by the shore in 1964. He was sent to the infamous jail at Robben Island, a barren rock off the coast near Cape Town, in 1963 in part for his activities supporting the ANC’s militant wing, Umkhonto we Sizwe (the Spear of the Nation). His 27-year-long imprisonment made him the world’s most famous political prisoner. [TIME World]

 

* * *

 

NELSON MANDELA 4

 

Free at Last
Mandela walks with his wife Winnie after being released from prison, Feb. 11, 1990. [TIME World]

 

* * *

 

NELSON MANDELA 5

 

Eye on the Prize
In 1993, Mandela is awarded the Nobel Peace Prize alongside then South African President F.W. de Klerk, whose rapprochement with Mandela and the ANC helped engineer the end of apartheid. [TIME World]

 

* * *

 

NELSON MANDELA 6

 

Electioneering
Mandela greets the crowds on the campaign trail in February 1994 as South Africa readies for its first all-race general election. [TIME World]

 

* * *

NELSON MANDELA 7

 

 Simple Message
Mandela supporters perch on a billboard in Durban, April 1994. [TIME World]

 

* * *

 

NELSON MANDELA 8

 

Swearing In
Mandela, 75, takes the oath of office in the political capital Pretoria as the first democratically elected President of South Africa. De Klerk, once an adversary, joined government as Mandela’s deputy. [TIME World]

 

* * *

 

 Nelson Mandela's Life and Leadership,
Narrated by TIME's Managing Editor, Rick Stengel

 

* * *

 

 

 

* * *

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2012

 

 

 

* * *

 

EU IMPORTO-ME

 

 

* * *

 

 

“Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.”

Bertold Brecht*
 
* Apesar dste poema ser atribuído a Bertold Brecht, 
tenho dúvidas se na realidade não será 
da autoria de Martin Niemoller.



publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 11 de Novembro de 2012

 

 

* * *

Ó VIDA DE MIL FACES

 

* * *

 

 

"Pudesse eu não ter laços nem limites


Ó vida de mil faces transbordantes


Para poder responder aos teus convites


Suspensos na surpresa dos instantes!"


 

Sophia de Mello Breyner Andresen



publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

 

 

* * *

 

AZUL. LIBERDADE

 

 

* * *

 

"Ainda que eu falasse línguas,

as dos homens e dos anjos,

se não tivesse amor,

seria como sino ruidoso

ou como um címbalo estridente.   

 

Ainda que tivesse o dom

da profecia,

 o conhecimento de todos

os mistérios e de toda a ciência,

ainda que tivesse toda a fé,

a ponto de transportar montanhas,

 se não tivesse amor,

nada seria.

 

Ainda que distribuísse

todos os meus bens aos famintos,

ainda que entregasse

o meu corpo às chamas,

 se não tivesse amor,

nada disso me adiantaria.

 

O amor é paciente,

o amor é prestativo;

não é invejoso, não se ostenta,

não se incha de orgulho.

 

Nada faz de inconveniente,

não procura o seu próprio interesse,

não se irrita,

não guarda rancor.

 

Não se alegra com a injustiça,

mas regozija-se com a verdade.

 

Tudo desculpa, tudo crê,

tudo espera, tudo suporta.

 

O amor jamais passará.

As profecias desaparecerão,

as línguas cessarão,

a ciência também desaparecerá.

 

Pois o nosso conhecimento

é limitado;

limitada é também a nossa profecia.

 

Mas, quando vier a perfeição,

desaparecerá o que é limitado.

 

Quando eu era criança,

falava como criança,

pensava como criança,

raciocinava como criança.

Depois que me tornei adulto,

deixei o que era próprio de criança.

 

Agora vemos como em espelho

e de maneira confusa;

mas depois veremos face a face.

Agora o meuconhecimento

é limitado,

mas depois conhecerei

como sou conhecido."

 

Agora, portanto,

permanecem estas três coisas:

a fé, a esperança e o amor.

A maior delas, porém, é o amor."

 

 

Excerto do filme Azul

[Primeira Epístola aos Coríntios]

 

 

 

* * *

 
AZUL. LIBERDADE 2

 

 

* * *

 


 

* * *

 

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 20 de Abril de 2012

 

 

freedom
 
liberty
 
latitude
 
independence
 
Yves Rossy
 
 

* * *

 

LIBERTY 1

 

* * *

 

* * *

 

LIBERTY 2

 

* * *

 

 See more HERE!

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 4 de Abril de 2012

 

 

* * *

EARLY MORNING, APRIL 4_1

 

* * *

 

 

One man come in the name of love
One man come and go
One come he to
justify
One man to overthrow

In the name of love
What more in
the name of love
In the name of love
What more in the name of love


One man caught on a barbed wire fence
One man he resist
One man
washed on an empty beach.
One man betrayed with a kiss

In the name
of love
What more in the name of love
In the name of love
What more
in the name of love

(nobody like you...)

Early morning, April 4

Shot rings out in the Memphis sky
Free at last, they took your life

They could not take your pride

In the name of love
What more in
the name of love
In the name of love
What more in the name of love

In the name of love
What more in the name of love...

 

 

U2, Pride

 

 

* * *

EARLY MORNING, APRIL 4_2

 

* * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sábado, 31 de Março de 2012

 

 

* * *

 

 

 

* * * 

 

Choose a job you love and you will

 

never have to work a day in your life.

 

Confucious

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:01
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 8 de Janeiro de 2012

 

 

 

Muito importante não esquecer.

 

Aqui fica a história dos Direitos Humanos.

 

 

* * * 

 

* * *

 


A História dos Direitos Humanos
 
 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 21:30
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

 

* * *

 

* * *

 

 

"Eu venho desde ontem,
do escuro passado e esquecido
com as mãos amarradas pelo tempo,
e a boca selada das épocas remotas.

Venho carregada das dores antigas,
Guardadas por séculos,
arrastando correntes longas e indestrutíveis…

Eu venho da obscuridade,
do poço do esquecimento,
com o silêncio nas costas,
do medo ancestral que tem corroído a minha alma
desde o princípio dos tempos…

Venho de ser escrava por milénios,
escrava de maneiras diferentes:
submetida ao desejo de meu raptor na Pérsia,
escravizada na Grécia pelo poder romano,
convertida em vestal nas terras do Egipto,
oferecida aos deuses em ritos milenares,
vendida no deserto
ou avaliada como uma mercadoria…

Eu venho de ser apedrejada por adúltera nas ruas de Jerusalém,
por uma multidão dos hipócritas,
pecadores de todas as espécies,
que clamavam aos céus pela minha punição…

Tenho sido mutilada em muitos povos
para privar o meu corpo dos prazeres
e convertida em animal de carga
trabalhadora e parideira da espécie…

Têm-me violado sem limites,
em todos os cantos do planeta,
sem levarem em consideração a minha idade madura
ou juventude , minha cor ou estatura…


Tive que servir ontem aos senhores,
submeter-me aos seus desejos,
entregar-me,doar-me, destruir-me
para esquecer-se de ser uma entre milhares.

Fui cortesã de um senhor em Castilha,
Esposa de um marquês
E concubina de um comerciante grego,
Prostituta em Bombaim e nas Filipinas
E esse tratamento foi sempre igual….


De um e de outros sempre fui escrava,
De um e de outros sempre fui dependente,
menor de idade em todos os assuntos,
Invisível na História mais antiga
e esquecida na História mais recente
Não tive a luz do alfabeto…

Durante muitos séculos,
reguei com as minhas lágrimas a terra
que devia cultivar desde a infância….

Tenho percorrido o mundo em milhares das vidas
que me têm sido entregues uma a uma
e tenho conhecido todos os homens do planeta:
Os grandes, os pequenos, os bravos e cobardes,
Os vis os honestos, os bons e os terríveis
Mas quase todos levam a marca do tempo…

Uns manejam vidas como patrões e senhores,
Asfixiam, aprisionam e aniquilam
Outros subjugam almas,
comercializam com ideias
assustam ou seduzem
manipulam ou oprimem…

Conheço-os a todos.
Estive perto de uns e de outros
Servindo cada dia,
Recolhendo migalhas,
Humilhando-me a cada passo,
cumprindo o meu karma…

Tenho percorrido todos os caminhos
arranhando paredes, ensaiando silêncios
tratando de cumprir as ordens de ser
como eles querem,
mas não tenho conseguido…

Jamais foi permitido que eu escolhesse
O rumo da minha vida.
Tenho caminhado sempre em disjunção
entre o ser santa ou prostitua…

Tenho conhecido o ódio e os inquisidores
que em nome da santa madre igreja
condenam o meu corpo ao seu serviço
às infames chamas da fogueira.

Têm-me chamado de múltiplas maneiras:
Bruxa, louca, adivinha, pervertida, aliada de Satã,
escrava da carne, sedutora ninfomaníaca
culpada de todos os males da Terra…

Mas segui vivendo,
arando, colhendo, costurando, construindo,
cozinhando, tecendo, curando, protegendo,
parindo, criando, amamentando, cuidando
e, sobretudo, amando…

Tenho povoado a Terra de senhores e escravos,
de ricos e mendigos, de génios e idiotas,
mas todos tiveram o calor do meu ventre,
meu sangue e seu alimento
e levaram com eles um pouco da minha vida…

Consegui sobreviver à conquista brutal e sem piedade
de Castilha nas terras da América.
Mas perdi meus deuses e a minha terra
e meu ventre pariu gente mestiça
depois que o meu patrão me tomou à força…

E neste continente mestiço prossegui a minha existência
carregada de dores quotidiana negra e escrava .
No meio da fazenda me vi obrigada
A receber o patrão quantas vezes ele quisesse
Sem poder expressar nenhuma queixa…

Depois fui costureira,
camponesa , servente , agricultora
Mãe de muitos filhos miseráveis,
vendedora ambulante, curandeira,
babá,cuidadora de velhos,
artesã de mãos prodigiosas, tecelã bordadeira,
operária, professora, secretária, enfermeira….

Sempre servindo a todos
convertida em abelha ou semeadeira,
cazendo as tarefas mais ingratas,
moldada como uma jarra por mãos alheias…
Vieram milhões de mulheres juntas escutar a minhas queixas.
Falou-se de dores milenares,
dos enormes grilhões que os séculos
nos fizeram carregar nas costas
e formamos com todos os nossos lamentos
um caudaloso rio
que começou a percorrer o Universo,
afogando a injustiça e os esquecimento…

O mundo ficou paralisado,
os homens e mulheres não caminharam.
Pararam as máquinas, os tornos,
os grandes edifícios e as fábricas,
ministérios e hotéis, oficinas, hospitais,
e lojas e lares e cozinhas…

Nós mulheres finalmente descobrimos:
Somos tão poderosas quanto eles
E somos muito mais numerosas sobre a Terra!
Mais que o silêncio, mais que o sofrimento,
Mais que a infância e mais que a miséria!

Que este cântico ressoe
nas longínquas terras da Indochina
nas cálidas areias de África,
no Alasca e na América Latina

Proclamando a igualdade entre os géneros
Para construir um mundo solidário
-diferente, horizontal, sem poderes -
a conjugar a ternura, a paz e a vida
a beber da ciência sem distinção.

A derrotar o ódio e os preconceitos,
O poder de uns poucos, as mesquinhas fronteiras ,
a amassar com as mãos de ambos os sexos,
o pão da existência…"




Jenny del Pilar Londoño López, Reencarnações

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 10:30
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

 

 

"I Just Want to Make Love to You", um tema escrito por Willie Dixon em 1954 e inicialmente interpretado por Muddy Waters, ficou famoso na voz de Etta James em 1961, quando incorporou o tema no seu primeiro álbum

'At Last!'.

 

* * *

 

 

 

* * *

 

"And I can tell by the way you walk that walk

 

I can hear by the way you talk that talk

 

I can know by the way you treat your girl

 

That I can give you all the lovin in the whole wide world"

 

 

* * *

 

 I Just Wanna Make Love to You

Etta James

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:15
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 17 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

"Não há barreira, fechadura ou ferrolho que possas

 

impor à liberdade da minha mente." 

 

 

 Virginia Woolf

 

publicado por Cleópatra M.P. às 01:41
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 6 de Maio de 2011

 

 

Um belo tema.

 

Com muito significado.

 

Por uma nobre causa.

 

 

* * *

PELOS REFUGIADOS

 

* * *

Sivert Høyem "Prisoner of the Road" - Norwegian Refugee Council


* * *

 

 

 Um Refugiado é um Ser Humano como eu... e como tu.

 

 

 

VER MAIS AQUI

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 01:12
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 23 de Março de 2011

 

 

                            * * *

 

.

 

                           * * *

.

publicado por Cleópatra M.P. às 22:55
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

 

 
I am my voice that I haven't known,
I am the truth inside the chaos,
I am the rights of the people suffering in tyranny,
I am freedom fighters that aren't afraid,
I am the secrets that didn't die,
I am free, my words are free!
Don't forget the price of the bread!
I am the secrets of the Red Rose, whose redness people adore but bury its scent.
The Rose rises with a coat of fire and calls freedom fighters!

 

 

 

Amel MATHLOUTHI - Tunisian girl sings a song during demonstraitons

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 17:06
link do post | comentar | favorito!

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


Tradutor | Translator
Free counters!