Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

(...)

 Qualquer som que fazes é um sussurro no meu ouvido
Eu trocava toda a minha vida apenas por um beijo
   Morreria se me tirasses o teu amor
 

(...)

Não vou dormir até te encontrar
Para te dizer simplesmente que me cortas a respiração

Encontrar-te-ei em qualquer parte aonde vás
Irei até o fim da Terra
Não vou dormir até te encontrar
Para te dizer quando te tiver te encontrado
 Amo-te

 

 

Queen, "You Take My Breath Away"

 

 

 

* * *

 

 

* * *

 

Ooh, ooh, take it take it all away
Ooh, ooh, take my breath away
Ooh, ooh, you take my breath away

 

Look into my eyes and you'll see I'm the only one
You've captured my love stolen my heart
Changed my life
Every time you make a move you destroy my mind
And the way you touch
I lose control and shiver deep inside
You take my breath away

 

You can reduce me to tears with a single sigh
Ev'ry breath that you take
Any sound that you make is a whisper in my ear
I could give up all my life for just one kiss
I would surely die if you dismiss me from your love
You take my breath away

 

So please don't go
Don't leave me here all by myself
I get ever so lonely from time to time
I will find you anywhere you go
I'll be right behind you
Right until the ends of the earth
I'll get no sleep until I find you
To tell you that you just take my breath away

 

I will find you anywhere you go
Right until the ends of the earth
I'll get no sleep until I find you
To tell you when I've found you
I love you

 

 

Queen, "You Take My Breath Away"

 

 

 

Queen, You Take My Breath Away (Live At Hyde Park 1976)

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 

Congresso de gaivotas neste céu
Como uma tampa azul cobrindo o Tejo.
QuereCongresso de gaivotas neste céu
Como uma
la de aves, pios, escarcéu.
Ainda palpitante voa um beijo.

Donde teria vindo! (Não é meu...)
De algum quarto perdido no desejo?
De algum jovem amor que recebeu
Mandado de captura ou de despejo?

É uma ave estranha: colorida,
Vai batendo como a própria vida,
Um coração vermelho pelo ar.

E é a força sem fim de duas bocas,
De duas bocas que se juntam, loucas!
De inveja as gaivotas a gritar...

 

 
 

 

Alexandre O'Neill

'O Beijo' in No Reino da Dinamarca

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:42
link do post | comentar | favorito!

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


Tradutor | Translator
Free counters!