Sexta-feira, 24 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

* * *

 

Mal nos conhecemos 
Inaugurámos a palavra «amigo». 

«Amigo» é um sorriso 
De boca em boca, 
Um olhar bem limpo, 
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece, 
Um coração pronto a pulsar 
Na nossa mão! 

«Amigo» (recordam-se, vocês aí, 
Escrupulosos detritos?) 
«Amigo» é o contrário de inimigo! 

«Amigo» é o erro corrigido, 
Não o erro perseguido, explorado, 
É a verdade partilhada, praticada. 

«Amigo» é a solidão derrotada! 

«Amigo» é uma grande tarefa, 
Um trabalho sem fim, 
Um espaço útil, um tempo fértil, 
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa! 



Alexandre O'Neill

'Amigo' in No Reino da Dinamarca

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 15:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 

Congresso de gaivotas neste céu
Como uma tampa azul cobrindo o Tejo.
QuereCongresso de gaivotas neste céu
Como uma
la de aves, pios, escarcéu.
Ainda palpitante voa um beijo.

Donde teria vindo! (Não é meu...)
De algum quarto perdido no desejo?
De algum jovem amor que recebeu
Mandado de captura ou de despejo?

É uma ave estranha: colorida,
Vai batendo como a própria vida,
Um coração vermelho pelo ar.

E é a força sem fim de duas bocas,
De duas bocas que se juntam, loucas!
De inveja as gaivotas a gritar...

 

 
 

 

Alexandre O'Neill

'O Beijo' in No Reino da Dinamarca

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:42
link do post | comentar | favorito!

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


Posts Recentes

Amigo

O Beijo

Tradutor | Translator
Free counters!