Quarta-feira, 1 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

* * *

 

Para o optimista todas as portas têm maçanetas e dobradiças,

para o pessimista todas as portas têm trincos e fechaduras.

 

 

William Arthur Ward

 

 

* * *

 

* * *

publicado por Cleópatra M.P. às 16:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Terça-feira, 31 de Maio de 2011

 

* * *

 

 

* * *

 

A partir de um certo ponto, não há retorno. Este é o ponto que é preciso alcançar.

 

Franz Kafka

 

publicado por Cleópatra M.P. às 15:59
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011

 

 
* * *
 
* * *
 
"We all have wings, but it's up to each one of us
 
to have the courage to fly."
 
Miranda Kerr 
 
publicado por Cleópatra M.P. às 15:49
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 10 de Abril de 2011

 

* * *

 

* * *

publicado por Cleópatra M.P. às 18:45
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 8 de Abril de 2011

 

 

* * *

 

 

 * * *

 

Certa vez houve uma inundação numa imensa floresta. O choro das nuvens que deveriam promover a vida dessa vez anunciou a morte. Os grandes animais bateram em retirada fugindo do afogamento, deixando até os filhos para trás. Devastavam tudo o que estava à frente. Os animais menores seguiam seus rastros. De repente uma pequena andorinha, toda ensopada, apareceu na contramão procurando a quem salvar.

”As hienas viram a atitude da andorinha e ficaram admiradíssimas. Disseram: ’Você é louca! O que poderá fazer com um corpo tão frágil?’. Os abutres bradaram: ’Utópica! Veja se enxerga a sua pequenez!’. Por onde a frágil andorinha passava, era ridicularizada. Mas, atenta, procurava alguém que pudesse resgatar. Suas asas batiam fatigadas, quando viu um filhote de beija-flor debatendo-se na água, quase se entregando. Apesar de nunca ter aprendido a mergulhar, ela se atirou na água e com muito esforço pegou o diminuto pássaro pela asa esquerda. E bateu em retirada, carregando o filhote no bico.

”Ao retornar, encontrou outras hienas, que não tardaram a declarar: ’Maluca! Está querendo ser heroína!’. Mas não parou; muito fatigada, só descansou após deixar o pequeno beija-flor em local seguro. Horas depois, encontrou as hienas embaixo de uma sombra. Fitando-as nos olhos, deu a sua resposta: ’Só me sinto digna das minhas asas se eu as utilizar para fazer os outros voarem’.”

 

Sejam dignos das suas asas. É na insignificância que se conquistam os grandes significados, é na pequenez que se realizam os grandes atos.

 

 

Augusto cury, O vendedor de Sonhos

 

publicado por Cleópatra M.P. às 11:20
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 15 de Março de 2011

 

 

* * *

 


Billy Joel - Just the Way You Are

 

* * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 03:00
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

 

 
I am my voice that I haven't known,
I am the truth inside the chaos,
I am the rights of the people suffering in tyranny,
I am freedom fighters that aren't afraid,
I am the secrets that didn't die,
I am free, my words are free!
Don't forget the price of the bread!
I am the secrets of the Red Rose, whose redness people adore but bury its scent.
The Rose rises with a coat of fire and calls freedom fighters!

 

 

 

Amel MATHLOUTHI - Tunisian girl sings a song during demonstraitons

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 17:06
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 30 de Novembro de 2010

 

 

 

* * *

 

* * *

 

"I look in the mirror
And what do I see?
A strange looking person
That cannot be me.

For I am much younger
And not nearly so fat
As that face in the mirror
I am looking at.

Oh, where are the mirrors
That I used to know
Like the ones which were
Made thirty years ago?

Now all things have changed
And I'm sure you'll agree
Mirrors are not as good
As they used to be.

So never be concerned,
If wrinkles appear
For one thing I've learned
Which is very clear,

Should your complexion
Be less than perfection,
It is really the mirror
That needs correction!!

 

 

The Mirror
Edmund Burke, 1729-1797, Irish Philosopher

 

publicado por Cleópatra M.P. às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

One night I had a dream
I dreamed I was walking along the beach with the Lord
and across the sky flashed scenes from my life.
For each scene I noticed two sets of footprints,
one belonged to me and the other to the Lord.

 

 

 

When the last scene of my life flashed before me,
I looked back at the footprints in the sand.
I noticed that many times along the path of my life,
there was only one set of footprints.
I also noticed that it happened at the very lowest
and saddest times in my life.

 


This really bothered me and I questioned the Lord about it.
"Lord, you said that once I decided to follow you,
you would walk with me all the way,
but I have noticed that during the most troublesome times in my life
there is only one set of footprints.
"I don't understand why in times when I needed you most,
you should leave me."

  
The Lord replied:

 

 "My precious, precious child,
I love you and I would never, never leave you
during your times of trial and suffering.
When you saw only one set of footprints,
it was then that I carried you."

 

 

Author unknown, "Footprints"

 

  

publicado por Cleópatra M.P. às 13:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

 

 

 

* * *

 

* * *

 

Portas fechadas...

Quantas portas fechadas não temos dentro de nós?

Ao abrir uma porta, mesmo que devagarinho, estaremos a permitir a entrada de mais vida na nossa Vida.

Custa fazer isso? Claro que sim, por vezes dói demais abrir portas há muito tempo trancadas e até esquecidas.

Dói demais, sim. Mas depois a dor acalma, e suavemente transforma-se. Deixa de ser dor. Sim, deixa de ser dor. É agora uma porta aberta à Vida.

 

 

Portas fechadas...? E que tal começarmos a abrir uma a uma as portas fechadas da nossa Vida? 

 

 

Cleo

 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:55
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

* * *


publicado por Cleópatra M.P. às 10:00
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

 

 

 

Campo Grande

 

Mato Grosso do Sul

 

Brasil

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 10:21
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 5 de Outubro de 2010
 

 

 

*

'You don't know, you should have known


the pain I feel inside'


 

 

* * *

 

 

CANSADA - FIND A WAY AND CLEAN MY SOUL

 

 

 

* * *

 

'So, I was dreaming of you


I was falling with you


and broke my heart'

 

*

 

 

* Rodrigo Leão - Deep Blue *

 

*

 

'God knows I cannot stand


It's time to say goodbye'


*

publicado por Cleópatra M.P. às 00:24
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

  

 

Não quero amor
que não saiba dominar-se,
desse, como vinho espumante,
que parte o copo e se entorna,
perdido num instante.

Dá-me esse amor fresco e puro
como a tua chuva,
que abençoa a terra sequiosa,
e enche as talhas do lar.
Amor que penetre até ao centro da vida,
e dali se estenda como seiva invisível,
até aos ramos da árvore da existência,
e faça nascer
as flores e os frutos.
Dá-me esse amor
que conserva tranquilo o coração,
na plenitude da paz!

 

 

Rabindranath Tagore

Amor Pacífico e Fecundo in "O Coração da Primavera"

 


 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 Como corre a gazela
pela sombra dos bosques,
enlouquecida pelo próprio perfume,
assim corro eu, enlouquecido,
nesta noite do coração de maio
aquecida pela brisa do Sul.

Perdi o caminho
e erro ao acaso.
Quero o que não tenho,
e tenho o que não quero.

A imagem do meu próprio desejo
sai do meu coração
e, dançando diante de mim,
cintila uma e outra vez,
subitamente.

Quero agarrá-la, mas escapa-se.
E, já longe, chama-me outra vez
do atalho ...
Quero o que não tenho
e tenho o que não quero.

 

 

Rabindranath Tagore

Desejo Indomável in "O Coração da Primavera"

 

 

 

 

* Vangelis - Memories of Blue *

 

publicado por Cleópatra M.P. às 09:05
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

O destino é uma questão de escolha.

 

 

Augusto Cury

 

 

 

 

 
* Vanessa Mae - Destiny *


publicado por Cleópatra M.P. às 08:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Terça-feira, 24 de Agosto de 2010

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

           

.

 

                               * * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 

                       * Elton John - Goodbye Yellow Brick Road *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:46
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

Certa manhã
ia eu pelo caminho pedregoso,
quando, de espada desembainhada,
chegou o Rei no seu carro.
Gritei:
— Vendo-me!
O Rei tomou-me pela mão e disse:
— Sou poderoso, posso comprar-te.
Mas de nada lhe serviu o seu poder
e voltou sem mim no seu carro.

As casas estavam fechadas
ao sol do meio dia,
e eu vagueava pelo beco tortuoso
quando um velho
com um saco de oiro às costas
me saiu ao encontro.
Hesitou um momento, e disse:
— Posso comprar-te.
Uma a uma contou as suas moedas.
Mas eu voltei-lhe as costas
e fui-me embora.

Anoitecia e a sebe do jardim
estava toda florida.
Uma gentil rapariga
apareceu diante de mim, e disse:
— Compro-te com o meu sorriso.
Mas o sorriso empalideceu
e apagou-se nas suas lágrimas.
E regressou outra vez à sombra,
sozinha.

O sol faiscava na areia
e as ondas do mar
quebravam-se caprichosamente.
Um menino estava sentado na praia
brincando com as conchas.
Levantou a cabeça
e, como se me conhecesse, disse:
— Posso comprar-te com nada.
Desde que fiz este negócio a brincar,
sou livre.

 

 


Rabindranath Tagore,

O Último Negócio in "O Coração da Primavera"

 

 

 

* Pink Floyd - Coming Back To Life *


publicado por Cleópatra M.P. às 02:33
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

 

 

Porque o orgulho obstinado mata;

Porque também cega;

Porque até consegue disfarçar prisões, dando-lhes o aspecto de liberdade...

... liberdade tão fraca essa...

Liberdade que prende;

liberdade que não deixa ser livre...

 

E para quê?

Para simplesmente não viver...

... para ser 'firme'

... para 'não voltar atrás'...

... para não ser 'fraco'...

 

E para quê?

Ora! Para ser livre de escolher estar preso?


 

Cleópatra M.P.


 

* * *

 

.

.

* * *


 

Choro, metido na masmorra
do meu nome.
Dia após dia, levanto, sem descanso,
este muro à minha volta;
e à medida que se ergue no céu,
esconde-se em negra sombra
o meu ser verdadeiro.

Este belo muro
é o meu orgulho,
que eu retoco com cal e areia
para evitar a mais leve fenda.

E com este cuidado todo,
perco de vista
o meu ser verdadeiro.

.

.

.

 

Rabindranath Tagore,

A Prisão do Orgulho, in "O Coração da Primavera"

 


 

 

                                            

* Evanescence - My Immortal *

 


 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito!

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


Tradutor | Translator
Free counters!