Quinta-feira, 2 de Março de 2017

 

 

Carrego o teu coração comigo
Carrego-o no meu coração
Nunca estou sem ele
Onde eu vou, tu vais
E o que é feito por mim, és tu que fazes
Não receio nenhum destino
Tu és o meu destino
Eu não quero outro mundo
Tu és o meu mundo, a minha verdade
Tu és o significado da Lua
Onde quer que o Sol brilhe, tu és o seu canto
 
Aqui está o segredo mais profundo que ninguém sabe
Aqui está a raiz da raiz e o botão do botão
E o céu do céu de uma árvore chamada vida
A qual cresce mais alto
Do que a alma espera ou a mente esconde
Este é o milagre que mantém as estrelas separadas
Carrego o teu coração comigo
Carrego-o no meu coração
 
 
E.E. Cummings, Carrego o teu coração comigo
 
 
 
* * *

CÉU DO CÉU | SKY OF THE SKY

 

 
* * *
 
 
I carry your heart with me
(I carry it in my heart)
I am never without it
(anywhere I go you go, my dear; and whatever is done
by only me is your doing, my darling)
 
I fear no fate
(for you are my fate, my sweet)
I want no world
(for beautiful you are my world, my true)
and it’s you are whatever a moon has always meant
and whatever a sun will always sing is you
Here is the deepest secret nobody knows
(here is the root of the root
and the bud of the bud
and the sky of the sky of a tree called life;
which grows higher than the soul can hope or mind can hide)
and this is the wonder that’s keeping the stars apart
 
I carry your heart (I carry it in my heart)
 
 
E.E. Cummings, I carry your heart with me
 
 
publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

(...)

 Qualquer som que fazes é um sussurro no meu ouvido
Eu trocava toda a minha vida apenas por um beijo
   Morreria se me tirasses o teu amor
 

(...)

Não vou dormir até te encontrar
Para te dizer simplesmente que me cortas a respiração

Encontrar-te-ei em qualquer parte aonde vás
Irei até o fim da Terra
Não vou dormir até te encontrar
Para te dizer quando te tiver te encontrado
 Amo-te

 

 

Queen, "You Take My Breath Away"

 

 

 

* * *

 

 

* * *

 

Ooh, ooh, take it take it all away
Ooh, ooh, take my breath away
Ooh, ooh, you take my breath away

 

Look into my eyes and you'll see I'm the only one
You've captured my love stolen my heart
Changed my life
Every time you make a move you destroy my mind
And the way you touch
I lose control and shiver deep inside
You take my breath away

 

You can reduce me to tears with a single sigh
Ev'ry breath that you take
Any sound that you make is a whisper in my ear
I could give up all my life for just one kiss
I would surely die if you dismiss me from your love
You take my breath away

 

So please don't go
Don't leave me here all by myself
I get ever so lonely from time to time
I will find you anywhere you go
I'll be right behind you
Right until the ends of the earth
I'll get no sleep until I find you
To tell you that you just take my breath away

 

I will find you anywhere you go
Right until the ends of the earth
I'll get no sleep until I find you
To tell you when I've found you
I love you

 

 

Queen, "You Take My Breath Away"

 

 

 

Queen, You Take My Breath Away (Live At Hyde Park 1976)

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sábado, 13 de Setembro de 2014

 

 Tema fantástico de Hélder Moutinho.

Tanto pela letra, como pela voz, pela interpretação e pela música.

 

 

* * *

 

TENHO UM POEMA QUE TE QUERO REVELAR

 

 

* * *

 

 

"Venho de um tempo onde o tempo não havia
Quando o azul do céu não nos queimava
E a noite, antes de ser noite, era dia
E a tarde, antes de ser, nunca tardava

Venho de um tempo onde toda a solidão
Não se sabia meu amor, não se sabia
Era mais clara a cor agreste da paixão
E a desventura não havia, não havia

Tenho um poema que te quero revelar
Seara brava, lua cheia, quem me dera!
Breve novembro onde encontrei o teu olhar
Para me perder de uma só vez na primavera

Rasguei o medo de viver, rasguei a sorte
Provei o fel das minhas magoas e fracassos
Pedi à vida para viver até à morte
Pedi à morte para matar os meus cansaços

Não inventei de uma só vez esta distancia
Não entendi de uma só vez o entendimento
A nossa vida é muito mais que a nossa infância
A nossa morte é muito mais que o sofrimento

Tenho um poema que te quero revelar
Seara brava, lua cheia, quem me dera!
Breve novembro onde encontrei o teu olhar
Para me perder de uma só vez na primavera

Venho de um tempo, onde o tempo não havia"

 

Hélder Moutinho, Venho de um Tempo

 

 

 

 

* * *

 

Hélder Moutinho, Venho De Um Tempo 
 
 
* * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

 

 

Nestes dias pode observar-se, ao final da tarde, Júpiter ao lado da Lua Cheia. O planeta enontra-se muito brilhante. Vale a pena ver!



* * *

tumblr_maklfrA7gk1rw64hoo1_500


* * *



 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012
 
*FILTRO*SOLAR*
*
Sunscreen de Baz Luhrmann.
 
 
Medicamento eficaz e não sujeito a receita médica.
 
Modo de utilização:
Ouvir pelo menos duas vezes por dia, 
de preferência ao acordar e final da tarde.
Após as duas primeiras semanas de
tratamento, e daí em diante,
ouvir uma vez por dia de preferência ao acordar.
 
Contra indicações:
Não tem.
 
Idade de utilização:
Todas as idades, incluindo crianças.
 
Eficácia:
G a r a n t i d a !
 
 
* * *
 
 
* * *
  
* * *

 

 
publicado por Cleópatra M.P. às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011

 

 

Samuel Taylor Coleridge

 

Poeta - filósofo Inglês

 

(21 Outubro 1772 - 25 Julho 1834).

 

 

* * *

 

E se dormisses,

e se, dormindo, sonhasses,

e se, no teu sonho,viajasses até ao Céu,

e lá colhesses uma estranha e bela flor,

e se, ao acordar, encontrasses essa flor na tua mão?

Ah, que farias então?

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

What if you slept?

And what if, in your sleep,

you went to heaven

and there plucked a strange and beautiful flower?

And what if,when you awoke,you had the flower in your hand?

Ah, what then?


 

* * *

 

If a man could pass through Paradise in a dream,

and have a flower presented to him

as a pledge that his soul had really been there,

and if he found that flower in his hand when he awake

— Aye, what then?

 

* * *


publicado por Cleópatra M.P. às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Sexta-feira, 10 de Junho de 2011

 

 

O nosso Mundo tem coisas muito belas!

 

Aqui fica uma delas.

 

Que imagem deliciosa!

 

 

* * *

 

* * *

 

E segundo parece, esta fotografia foi tirada cá em Portugal, na Arrábida!

 

Linda, não é?

 

Um verdadeiro doce para os sentidos!

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:01
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 9 de Junho de 2011

 

 

* * *

 

 

 

 

* * *

 

 

 

To ride a horse is to ride the sky.

 

[Namibian Proverb]

 

 

Categorias: , , ,
publicado por Cleópatra M.P. às 00:32
link do post | comentar | favorito!

Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

 

 

Lembrei-me do belo clássico de Lou Reed.

 

 

 


Lou Reed - Perfect Day

 

 

 

Just a perfect day
drink Sangria in the park
And then later
when it gets dark, we go home

Just a perfect day
feed animals in the zoo
Then later
a movie, too, and then home

Oh, it's such a perfect day
I'm glad I spend it with you
Oh, such a perfect day
You just keep me hanging on
You just keep me hanging on

Just a perfect day
problems all left alone
Weekenders on our own
it's such fun

Just a perfect day
you made me forget myself
I thought I was
someone else, someone good

Oh, it's such a perfect day
I'm glad I spent it with you
Oh, such a perfect day
You just keep me hanging on
You just keep me hanging on

You're going to reap just what you sow
You're going to reap just what you sow
You're going to reap just what you sow
You're going to reap just what you sow
 
 
Lou Reed, Perfect Day, 1972
 
 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 18:36
link do post | comentar | favorito!

Sábado, 5 de Fevereiro de 2011

 

 

Sol no meu corpo

 

Sol na minha pele

 

Sol na minha alma.

 

 

* * *

 

 

 

 

* * *

 

Que belo dia, o de hoje!

  

Radioso, radiante e cheio de boa(s) energia(s).

 

 

 

                                            

                                                 * Laid Back - Sunshine Reggae *

  

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Terça-feira, 30 de Novembro de 2010

 

 

 

* * *

 

* * *

 

"I look in the mirror
And what do I see?
A strange looking person
That cannot be me.

For I am much younger
And not nearly so fat
As that face in the mirror
I am looking at.

Oh, where are the mirrors
That I used to know
Like the ones which were
Made thirty years ago?

Now all things have changed
And I'm sure you'll agree
Mirrors are not as good
As they used to be.

So never be concerned,
If wrinkles appear
For one thing I've learned
Which is very clear,

Should your complexion
Be less than perfection,
It is really the mirror
That needs correction!!

 

 

The Mirror
Edmund Burke, 1729-1797, Irish Philosopher

 

publicado por Cleópatra M.P. às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito!

Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

 

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 17:26
link do post | comentar | favorito!

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

 

 

 

A tristeza é um muro entre dois jardins.

 

 Khalil Gibran

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* Chopin - Op 10 No 3 in E Major *
 
 
publicado por Cleópatra M.P. às 22:10
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

 

 

 

Campo Grande

 

Mato Grosso do Sul

 

Brasil

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

* * *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 10:21
link do post | comentar | favorito!

Segunda-feira, 11 de Outubro de 2010

 

 

África!

 

África Minha!

 

Acreditem ou não, já vi este filme mais de 

20 vezes... sim, isso mesmo: v i n t e!

 

Quando eu gosto, adoro!

 

Recomendo também o livro. 

 

 

 

.

 

* * *

 

 

 

 

 

* * *

 

 

 

 

 

 .

* * *

 

 

* Out of Africa - End Title *

 

   

 

* * *  

 

.

* * *

 

 

 

A banda sonora do filme é  f a n t á s t i c a.

 John Barry.

 

 

.

publicado por Cleópatra M.P. às 15:50
link do post | comentar | favorito!

Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

 

 

 

Simplesmente, simples.

 

Com muita simplicidade,

 

de forma simplista.

 

Mas simplória, jamais!

 

 

 

* * *

 

 

 

 

* * *

 

publicado por Cleópatra M.P. às 16:11
link do post | comentar | favorito!

Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

 

 

 

* * *

 

 

 

* * *

  

 

Não quero amor
que não saiba dominar-se,
desse, como vinho espumante,
que parte o copo e se entorna,
perdido num instante.

Dá-me esse amor fresco e puro
como a tua chuva,
que abençoa a terra sequiosa,
e enche as talhas do lar.
Amor que penetre até ao centro da vida,
e dali se estenda como seiva invisível,
até aos ramos da árvore da existência,
e faça nascer
as flores e os frutos.
Dá-me esse amor
que conserva tranquilo o coração,
na plenitude da paz!

 

 

Rabindranath Tagore

Amor Pacífico e Fecundo in "O Coração da Primavera"

 


 

publicado por Cleópatra M.P. às 08:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

 

 

* * *

 

 

 

 

* * *

 

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe,
Eu só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder seguir
É preciso chuva para florir

Sinto que seguir a vida
Seja simplesmente
Conhecer a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Cada um de nós compõe
A sua própria história
E cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
De ser feliz

Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

 

 

 

Almir Sater e Renato Teixeira

 

 

 

* Maria Bethania & Almir Sater

Tocando em Frente *

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:53
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito!

Sábado, 14 de Agosto de 2010
 

 

 

Observando a Terra a partir do Espaço.

 

Bela, Bela... Bela!

 

Se todos vissem estas imagens,

 

certamente o nosso planeta seria muito,

 

mas mesmo muito mais respeitado.

 

 

* * *

.

MUNDO MARAVILHOSO.jpeg

 

* * *

 

 

Parece uma pintura a óleo, numa tela... mas não. Não é.

Trata-se de algo muito mais belo, muito mais sublime: uma imagem real da Terra vista do Espaço.

 

Esta imagem foi captada pelo sensor MERIS do satélite ENVISAT no passado dia 23 de Maio.


Pode ver-se a Irlanda e na parte inferior esquerda uma bela mancha em tons de azul... azul-eléctrico.

Esta mancha, que parece ter sido obra de uma mão humana com um pincel, é na realidade o resultado de plantas marinhas microscópicas que se encontavam naquela altura à superfície do mar. É o plâncton azul-eléctrico. Florescente.

 

No topo da imagem pode ver-se o Mar da Irlanda e parte da Escócia. Na parte superior direita, a Este da irlanda, são visíveis as Ilhas de Man (Isles of Man).

 

Simplesmente LINDO!

Admiravel Planeta, o nosso.

 

 

Cleópatra M.P.

 

 

VER MAIS AQUI

 

 

 

 

* Vangelis - Creation du Monde *

 

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito!

Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010
 

 

* * *

 

OS MUNDOS QUE ESCONDEMOS.jpeg

.

.

* * *

 


Quando estás vestida,
Ninguém imagina
Os mundos que escondes
Sob as tuas roupas.

(Assim, quando é dia,
Não temos noção
Dos astros que luzem
No profundo céu.

Mas a noite é nua,
E, nua na noite,
Palpitam teus mundos
E os mundos da noite.

Brilham teus joelhos,
Brilha o teu umbigo,
Brilha toda a tua
Lira abdominal.

Teus exíguos
- Como na rijeza
Do tronco robusto
Dois frutos pequenos -

Brilham.) Ah, teus seios!
Teus duros mamilos!
Teu dorso! Teus flancos!
Ah, tuas espáduas!

Se nua, teus olhos
Ficam nus também:
Teu olhar, mais longe,
Mais lento, mais líquido.

Então, dentro deles,
Bóio, nado, salto
Baixo num mergulho
Perpendicular.

Baixo até o mais fundo
De teu ser, lá onde
Me sorri tu'alma
Nua, nua, nua...

 

 

Manuel Bandeira, Nu

 

 

publicado por Cleópatra M.P. às 00:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito!

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Tradutor | Translator
Free counters!