Um pouco do meu Mundo interior... um pedaço de mim.

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2015

 

 

 

Hoje ocorre o Equinócio de Outono, às 09h20m.

 

(hora legal de Portugal Continental, ou seja, UTC+1).

 

 

Este instante marca o início do Outono no Hemisfério Norte.

 

 

Esta estação prolonga-se por 89,81 dias...

 

 

Feliz Outono!

 

 

* * *

EQUINÓCIO OUTONO 2015 

 

 

* * *

 

 

Eis chega Uriel, que então no fim da tarde

Sobre um raio do Sol desceu ligeiro, —

Qual voa a estrela que, fendendo a noite

Quando no outono os vaporosos ares

Fácil se inflamam, dá sinal não dúbio

De que rumo da agulha os nautas devem

Dos tempestuosos ventos precatar-se.

O anjo, todo apressado, assim se expressa:

 

“Gabriel, que exerces o distinto encargo

De estes sítios guardares tão ditosos,

Para que ente algum mau não se aventure

A entrar-lhes dentro ou a chegar-lhes perto;

Sabe que hoje ao mei’-dia veio ansioso

À esfera minha um anjo, pretendendo

Reconhecer melhor (segundo disse)

De Deus as obras e mormente o homem

Que certo é dele a mais recente imagem.

Ensinei-lhe o caminho: eis que ligeiro

Partiu. Mas pus-me a pesquisar seu porte;

Na montanha que fica ao norte do Éden

Pousou primeiro; ali diviso pronto

Por terríveis paixões escurecidos

Os olhos seus em que ressumbram planos

Ao Céu contrários: continuei a vê-lo

Té que se me ocultou sob estas sombras.

Temo que algum dos réprobos ousasse

Sair do Abismo a nos fazer mais guerras.

A vigilância tua deve achá-lo.”

Logo o alado guerreiro lhe responde:

“Não é para admirar que a tua vista

Tão perfeita como é, Uriel, alcance

Do Sol brilhante, junto ao qual te assentas,

A tão remoto sítio: desta porta

Não deixa a guarda penetrar por ela

Senão do Céu os conhecidos núncios:

Ninguém aqui chegou desde o mei’-dia.

Se espírito suspeito entrou astuto,

Com estudado ardil pulou decerto

Estas térreas muralhas superando:

E tu sabes mui bem quanto é difícil

Embaraçar espirituais substâncias

Com materiais barreiras inda que altas.

Porém se no recinto destes muros

Estiver quem tu dizes, traje embora

Qualquer das formas que melhor o encubra,

Mal que rompa a manhã darei com ele.”

 

John Milton, “Paraíso Perdido”, 1667

 

 

 

publicado por Cleópatra MP às 00:00
link do post | comentar | favorito!

Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30


Tradutor | Translator
Free counters!
RSS